FECHAR  
MENU

Educacao Coletividade Respeito

A Parceria Certa

Proerd

Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência

Escola Futura

Av. Guarani 405 Jd. Guarani 13.100-211 - Campinas - SP

Escola Futura

Nossa Estrutura

Escola Futura

Simulados ENEM

Um dos melhores simulados - Par Somos Educação

Simulados ENEM

Rota Cultural

Língua Portuguesa e Literatura

Rota Cultural

A consquista do seu sonho comea aqui

Escola lugar de descobrir o rmundo 1

Escola lugar de descobrir o rmundo 2

Escola lugar de descobrir o rmundo 3

Escola lugar de descobrir o rmundo 4

 

Na Proposta Pedagógica  da  ESCOLA  FUTURA  a educação é vista enquanto instância que cria possibilidades de ampliação da consciência, por meio da transformação do senso comum em conceitos científicos, com vistas à ação transformadora.

 

O professor tem um papel fundamental, pois através de sua ação, media o processo de ensino/aprendizagem/desenvolvimento do aluno, rumo a sua própria autonomia.

O professor é responsável pela intencionalidade educativa presente nas relações existentes, através de um planejamento, acompanhamento e constante avaliação.

 

O aluno  é visto como uma pessoa concreta e histórica, ou seja, em constante transformação. Um ser capaz de vir-a-ser, de transformar o  mundo em que está inserido, de ser transformado e transformar o Outro. Portanto, um ser em relação.

 

A linguagem/pensamento é privilegiada na proposta pedagógica, porque é ela que constitui o sujeito e é por ele constituída. A linguagem constitui o homem como sujeito, mesmo antes dele dominar a oralidade. As relações que a criança estabelece como o mundo são mediadas pela linguagem: fala, gesto e ação.

A linguagem é um instrumento fundamental na orientação da ação, na construção do conhecimento, na constituição do pensamento e na organização das experiências.

 

A metodologia o processo de elaboração conceitual por parte do aluno é fundamental na metodologia de ensino da Escola Futura. Este processo estreitamente vinculado com a diversidade e qualidade das experiências interacionais vividas. Portanto, cabe ao professor possibilitar essas relações sempre mediadas pela linguagem, ricas de vivências, observação, levantamento de hipóteses, transferências, exploração, manipulação, criatividade, identificação, reconhecimento, participação, comparação, análise/síntese, generalização, sensibilização e reflexão, contribuindo para a construção de seu próprio conhecimento através de um processo dialético, onde tenha possibilidades de perceber as realidades, a história, o todo, as relações, o movimento e as contradições existentes.

 

A avaliação é  processual, acumulativa e diagnóstica, a avaliação atravessa toda a prática docente. Deverá levar em consideração os avanços e recuos dos alunos em relação aos objetivos / conceitos / metodologia.

Coordenação Pedagógica